Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Você pode voltar para CASA - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Você pode voltar para CASA

Olá,

Em uma tarde de brincadeiras com minha filha mais nova, ela me pediu para cantar músicas de minha infância. Depois de algumas canções, ela já cansada daquilo me disse que eram todas muito diferentes. Neste momento me lembrei de uma canção de uma dupla argentina chamada Pimpinela que fez muito sucesso no Brasil em meus tempos de adolescente. A música em questão fala de um homem que sai de casa em busca de emoções diferentes do casamento. E como em todas as histórias, a aventura se mostra sem sentido e o mesmo pensa em voltar para casa. Só que esta história não tem um final feliz, pois a esposa não mais o aceita em casa após ter sido abandonada. Infelizmente isto tem acontecido em uma quantidade enorme nos dias atuais. Cada dia mais casais se separam por que tanto o homem quanto a mulher se "cansam da mesmice" do casamento e vão a procura de algo novo em suas vidas. Isto também acontece com os cristãos. Para nossa tristeza, cada dia mais casais de cristãos estão se separando e mais famílias sendo desfeitas por causa de uma pseudo alegria na aventura seja ela sexual ou não. Mas, não é só no casamento que isso acontece. Um número cada dia maior de cristãos estão desviando da fé em busca das alegrias mundanas. Assim como fez o Filho Pródigo, estão lançando mão em sua herança e partindo em busca das aventuras que a secularidade proporciona. Só que essa alegria secular é volátil e somente dura enquanto você tem como manter financeiramente os altos custos destas "alegrias" que são regadas a muito álcool, drogas e sexo que só é fácil por ser pago. E quanto mais se tem destes prazeres, mais e mais se quer ter. Até que em um momento o dinheiro acaba, a beleza diminui e os "amigos" vão a busca do sustento em alguém com maior poder aquisitivo. Neste momento se sentindo injustiçado, triste e abandonado, aquele cristão já não sabe o que fazer. Pois o vazio do prazer mundano que já não é acessível deixa uma marca muito profunda. Essa marca que é o pecado começa a corroer as estruturas daquele que outrora era um servo de D'us e andava com a verdadeira alegria estampada em seu rosto. Porém, como servimos a um D'us que é justo e que nos ama independente do que fizermos e mesmo que o tenhamos abandonado, este mesmo D'us coloca alguém em nosso caminho para mostrar que a casa do Pai está aberta como sempre esteve. Então, se este cristão abrir os olhos, o coração e a mente voltarão a enxergar o verdadeiro amor e ao contrário do que aconteceu com aquele casal da música, será recebido de braços abertos na casa Do Pai Eterno. E não importa quanto tempo se passou, ao se arrepender toda a devassidão, luxuria e demais pecados que o cristão tiver cometido tudo isso será lançado no mar do esquecimento e verdadeiramente uma nova criatura ele se tornará. Neste dia, haverá festa no céu, pois um filho retornou ao lar de onde nunca deveria ter saído. Como lição devemos ter em conta que não importa a mesmice e a rotina de um casamento, da frieza de alguns irmãos da igreja, do não enxergar a vida espiritual de forma plena e do cansaço. Devemos lembrar que nosso casamento é o alicerce de nossa família. Que a família é a base da igreja e que a igreja é a noiva do Cordeiro Jesus que virá nos buscar em glória para vivermos eternamente junto do Pai Celestial. Por isso, tenhamos em mente que a igreja somos nós e que O Eterno Nosso D'us nos ama de maneira incondicional e que mesmo longe; Ele não nos deixa só. Por isso façamos a nossa parte e vamos fortalecer a igreja de Jesus. Vamos levar o Seu Evangelho a todos os rincões da terra. Para isto fomos chamados e essa é a missão que vamos cumprir com amor e intensidade.

Se você está fora de casa, é hora de voltar. Pois o Nosso Pai está de braços abertos à nossa espera e com a mesa posta.

Porque este amor me alimenta e dele não abro mão.