Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Uma MULHER Injustiçada. - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Uma MULHER Injustiçada.

Olá

Nos dias de hoje, temos visto uma enorme quantidade de mulheres a serem injustiçadas pelo que falam pelo que são e principalmente pelo que os outros acham que elas são. E não é somente de mulheres comuns por assim dizer. Uma vez que não existem mulheres comuns. Pois, todas elas sem exceção são forjadas em altíssima temperatura e de uma capacidade única de se reinventar. Falo dessa forma, pois estrelas de TV e cinema, sub-celebridades, políticas e grandes escritoras, todos os dias tem seus nomes apontados por alguém que não as conhece lhes taxando termos pejorativos, inculcando culpas das quais não lhes possas imputar dolos e mesmo a fofoca diária causada pela inveja. A estas mulheres, sejam elas de qualquer camada social pertençam em sua grande maioria das vezes não lhes é dado o direito de defesa e quando descobrem que o que fizeram foi errado, além de não lhes pedirem desculpas, nada é feito para recobrir a honra que possa ter sido maculada de alguma forma. Porque eu falo disso? Falo porque me lembrei de uma mulher que foi colocada em um rol de mulheres más por causa de uma má interpretação e tradução de um texto. Falo de uma mulher que perdeu todos os seus filhos, perdeu casa e bens e além de tudo teve seu marido acometido de doença através da qual lhe apareceram feridas por todo o corpo. Esta mulher viveu como uma rainha, pois seu marido era um dos homens mais ricos de seu tempo e mesmo após ter perdido tudo o que possuía e inclusive os filhos, em momento algum abandonou aquele homem. E não abandonou por dois motivos. O primeiro era porque ela tinha a certeza de que seu marido era um homem justo e que nada havia feito para merecer o acontecido. Segundo porque apesar de tudo o que havia acontecido ela continuava a crer que D'us a livraria e transformaria sua vida. Porém, esta mulher foi e tem sido execrada pela imensa maioria de estudiosos e pregadores Da Palavra de D'us. Estes teimam em taxa-la como uma mulher vil, soberba e que desonrou a D'us e a seu marido. Mas, é justamente o contrário. Esta mulher, "pediu a seu marido que abençoasse o Seu D'us e morresse" 2:9, e não o contrário como dizem. E esta mulher foi tão honrada por D'us, que Ele mesmo deu a ela a oportunidade de gerar outros filhos e filhas para seu marido, além de conviver novamente como uma rainha em seu tempo. Então eu pergunto. Uma mulher que maldiz o seu D'us e seu marido recebe essas bênçãos de Seu Senhor? Por isso, antes de julgar a qualquer um, olhe-se no espelho e veja quem é você em primeiro lugar. Uma honra jamais poderá ser manchada pelas nossas palavras podres. É tempo de mudar a nós mesmos e mostrar ao mundo o verdadeiro valor que as pessoas têm. Essa mulher que foi a esposa de Jó, apesar de ter sido injustiçada pelos homens, foi honrada por D'us de maneira sobrenatural.

Na certeza de que melhor serei se não julgar o outro.