Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Quem é O verdadeiro DONO das coisas? - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Quem é O verdadeiro DONO das coisas?

Olá,

Em um mundo como o que vivemos hoje, não faltam experiências para contarmos nas happy hours, reuniões familiares e também de trabalho. A resenha é enriquecida com a quantidade de absurdos positivos e negativos que acontecem ao redor nossas vidas, seja no trabalho, no lar, no trânsito e também na igreja. E com a premissa de estarmos "zelando pela moral e bons costumes", dizemos que simplesmente somos baluartes de um novo tempo. Novo tempo este onde as pessoas devem andar por uma cartilha formada por nossas opiniões, mesmo que elas não sejam as mais corretas. Um tempo aonde o "eu" vem a frente de tudo e de todos, onde o amor e amizade só nos interessam se vierem acompanhados de algum valor financeiro. Assim sendo, cuidamos da vida dos outros para termos algo com o qual usar em chantagem afim de que não alcancem sucesso e esquecemos que também em nossas vidas, temos esqueletos guardados nos armários. Mas, ao abrimos nossas grandes bocas para dizermos que somos cristãos e pessoas de bem e que D'us nos abençoa em todo o tempo e ao mesmo tempo agimos de forma torpe, gananciosa e medíocre por não dizer também maldosa contra os outros, Então, que tipo de pessoas somos além de hipócritas e mentirosos? Esquecemos o mal que somos e propagamos o bem que longe está de nós. Pois, amar, zelar, proteger e cuidar de outrem, é um mandamento divino, pois assim está escrito "E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Mt. 22; 37-39 . Então, porque não fazemos como Aquele a quem chamamos de Mestre nos ensinou? Primeiro, porque somos gananciosos e mesquinhos. Segundo, porque atualmente ser Cristão virou sinônimo de Status e não de ETHOS. Viver em uma sociedade corrupta, pode fazer com que assim também sejamos. Mas, ainda há tempo e um remédio. Cuidemos dos interesses e valores do nosso irmão e semelhante como cuidamos dos nossos. sejamos honestos com todos da mesma forma que gostaríamos que o fossem conosco. Não paguemos o mal que nos fazem com o mal e não permitamos que aqueles que nos rodeiam sejam maltratados. Não colaboremos com a escravidão, seja ela de qual forma for. É nosso dever proteger aqueles que de nós precisam. Porque nesta vida, devemos ter em mente que não passamos de visitantes e inquilinos. O verdadeiro dono de tudo é D'us que em sua Grandiosa e Magnífica Bondade permite que habitemos e usufruamos de todas as maravilhas aqui presente. Por isso, hoje antes de pensar em maltratar alguém ou dele falar mal, lembre-se que D'us está vendo tudo e na qualidade de senhorio pode solicitar que sejamos despejados daquilo que somos hoje e sem direito a indenização. A hora da mudança é agora. Vamos ser diferentes hoje para que nossos descendentes recebam de nós algo muito mais valiosos que qualquer herança material. Que eles recebam de nós um legado de amor, bondade, caridade, gratidão e honestidade. E que eles tenham orgulho em dizer que de nós são descendentes.

Porque creio de todo o meu coração que posso ser melhor.