Geraldo Magela de Oliveira

Contato

PERDÃO, a Leveza de um Sentimento - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

PERDÃO, a Leveza de um Sentimento

Olá,

Vamos falar de algo lindo, um dom puro e tão sublime, que todos aqueles que o possuem podem ser chamados de felizes. Mas, porque este dom é tão especial? Ele vem da nossa capacidade de não levar em conta máxima aquilo que nos fizeram, de nossa vontade de seguir em frente não importa o mal a que fomos acometidos. Porém, tanto se houve a respeito deste dom, que nem sempre aqueles que dizem serem portadores do mesmo, são capazes de usa-lo de maneira integral. Se pararmos para pensar em tudo aquilo que nos rodeia durante o dia, será que seríamos capazes de perdoar? Em todos os momentos, desde que acordamos, seja no trânsito em nosso deslocamento ao trabalho ou até a escola. Quando chegamos ao nosso local de trabalho e nosso superior nos desagrada, ou mesmo o comportamento fútil e errático de um colega, as maledicências e as fofoquices a que somos expostos. Tudo isto se for levado em conta, seria impossível de chegarmos ao perdão, tamanha é a intensidade de sentimentos e ações negativas ao nosso redor. Mas, quando estamos juntos em uma confraternização qualquer, sempre há um que eleva a voz e clama a todos para rezar o Pai Nosso. E no final desta reza está escrito, "Que perdoe as nossas dívidas, assim como nós perdoamos os nossos devedores". Todos rezam em alto e bom som, mas, são incapazes de exercer este perdão, pois é muito caro ao nosso ego sentir que ajudamos o outro através de nosso perdão. Temos que mudar nosso ser, não podemos continuar a sermos egoístas e duros de coração. Nosso coração não pode ser um diamante, tem de ser de carne. Tem que haver em nossa vida algo mais do que há hoje. Se D'us em sua infinita grandeza é capaz de nos perdoar, quem somos nós que nada além de vermes, para recusar o perdão a quem erra conosco. Jesus ensinou que deveríamos perdoar setenta vezes sete por dia ao nosso irmão. É tempo de mudança em nosso cerne, que sejamos agentes de amor e sinceridade onde quer que estejamos. Vale a pena ser diferente, é agradável aos olhos humanos e principalmente aos olhos de D'us. Somente a Ele devemos honrar. E não há honra maior que cumprir seus mandamentos e sermos capazes de perdoar nossos irmãos. Jesus em seus instantes finais disse " Perdoai, porque eles não sabem o que fazem." Se mesmo com tanto sofrimento e dor, carregando todo o fardo de nossos pecados, Ele foi capaz de perdoar, quem somos nós para não fazê-lo. Que a bondade e o amor de D'us em sua grandeza e infinitude, preencha cada espaço de nossos corações e mentes.

Na certeza de um mundo perdoador.