Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Onde está a nossa AMABILIDADE? - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Onde está a nossa Amabilidade?

Olá,

Estava a conversar com um amigo há alguns dias, e no decorrer de nossa interação, ele me chamou a atenção para o quanto as pessoas estão frias. Infelizmente chegamos a conclusão de que isto tem uma variedade enorme de causas às quais são usadas como desculpas para isto estar a acontecer, uns podem dizer que é por causa da correria do dia a dia, outros por causa da frivolidade, uns pelo que se vê nas mídias televisivas sejam através de novela ou séries e até mesmo por causa do uso excessivo da internet por outros. Porém tudo isto está escrito no livro de Daniel, onde diz-se que o tempo passaria mais rápido. Mas, creio eu que não é somente por este motivo, o que tenho notado é que as pessoas estão a se tornar a cada dia mais egoístas, e infelizmente o eu está sendo colocado em primeiro lugar. E estes, pensam assim. Para que dar ao outro o que eu posso usar comigo mesmo? Dividir, nem pensar, têm mais é que somar ao que tenho. E uma grande pérola que ouvi de alguém que conheço. Tenho que levar vantagem e tomar dinheiro dos meus amigos, pois meus inimigos não vêm fazer negócio comigo. É triste, porém é uma realidade que tem assolado o nosso modo de vida e faz com que a desigualdade aumente a cada dia. Se bem me lembro nos escritos que li, quando foi dividida a terra de Canaã, foi dado em partes iguais a todas as tribos e também no princípio não foi dado a ninguém mais do que ao outro. Então porque temos que querer sempre mais? Acho que muitos ainda não sabem que urnas funerárias não possuem gavetas e que o tesouro que se leva para o céu são as boas obras, os cuidados para com os pequeninos e o cumprimento das leis de D'us e o favor ao próximo. Então, o que temos feito cada um de nós para mudar o que pensam aqueles que ainda não conhecem o Reino de D'us? Pelo visto, nada. Uma vez que os cristãos estão indo para o mesmo caminho em sua busca desenfreada pela riqueza atraídos por uma pseudo-teologia da prosperidade. Vale lembrar que não tenho nada contra o dinheiro e a riqueza. O que não me enche os olhos e me causa até certo asco, é ver o povo de D'us cada dia mais ganancioso e fazendo muitas vezes até pior do que aqueles do mundo secular. Temos que mudar isto dentro de nós em primeiro lugar e assim, sair a todos os cantos do mundo, dizendo e celebrando uma vida plena na restauração através do milagre da nossa mudança e com a certeza de que a verdadeira prosperidade, estará sempre presente em nossas vidas. Certo de que podemos mudar o mundo e pleno de convicção de que se começarmos hoje, amanhã seremos dignos de sermos novamente chamados de noiva do cordeiro. Pois aqueles atributos maravilhosos estarão fazendo parte novamente de nossas vidas. Seremos como as noivas virgens e precavidas e assim como servos bons e fieis, chamados a entrar no Reino de Nosso Senhor e Salvador. Então, para que isso possa acontecer mais brevemente, vamos começar com um exercício diário. A partir de hoje, vamos ajudar um familiar próximo que pode estar em dificuldade. Tente, não vai doer nada e se com certeza nos sentiremos melhor após fazermos este bem do que aqueles que de nós vierem a receber.

Porque me sinto renovado e pleno de vontade de servir ao meu próximo.