Geraldo Magela de Oliveira

Contato

O Ser APROPRIADO - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

O Ser APROPRIADO

Olá,

Uma cultura tem se formado já há algum tempo e vem transformando os hábitos de uma grande parcela da humanidade. Já não se comem carne como antigamente, e quando alguns comem, optam por carnes brancas. Uma grande parcela desta nova cultura também se abstêm de qualquer tipo de carne e se auto-denominam vegetarianos. E ainda há os mais puristas que se abstêm de qualquer alimento de origem animal. Porém, para minha alegria ainda há uma grande quantidade de pessoas que sentem prazer em comer um bom naco de carne. Uns gostam bem passadas, outros ao ponto e há também aqueles que gostam de ver um pouco de sangue animal naquilo que consomem. Todas esta vertentes, encontram espaço e até locais especializados em os servir com toda a deferência e respeito que assim merecem. Mas o que me chama atenção neste quesito é a materialidade aqui imposta. Todos sem exceção procuram na alimentação uma qualidade de vida superior onde assim fazendo conseguem alguns anos a mais e estes anos com qualidade superior, uma vez que não adianta em nada viver muitos anos se não pudermos aproveitar ao máximo o nosso tempo na terra. Para isso, muito antes destas culturas surgirem, alguém deixou compilada uma lista de normas que se forem cumpridas, com certeza teríamos muitos anos de vida e com qualidade elevada. Falo da Lei de D'us compilada por Moisés. Nesta lei surgiu um termo chamado Kashrut que em sua definição mais simples quer dizer leis dietárias ou mesmo apropriadas. Nelas se falam sobre como devemos nos portar, o que comer e também o que vestir. Uns podem dizer que já não vivemos nos tempos da lei. E em nenhum momento quero aqui discutir se vivem em tempos de Lei ou tempos de Graça. O que eu quero salientar é que de nada adianta seguirmos uma moda, lei, norma ou mesmo uma tendência alimentar se não mudarmos o essencial que é nosso interior. Como temos a petulância de nos apresentarmos diante de D'us e das outras pessoas sem nos prepararmos devidamente. Uma noiva se atavia de maneira esplêndida para que naquele momento onde ela vai se encontrar com o noivo ela seja verdadeiramente notada, ao sair para uma paquera os solteiros se perfumam e vestem suas melhores roupas afim de impressionar o seu alvo. Mas, será que diante de D'us temos feito a mesma coisa? Comer ou beber somente aquilo que está prescrito na Kashrut ou mesmo nas normas veganas, vegetarianas e afins, não nos faz melhores que ninguém. E de nada adianta levar uma vida saudável praticando esportes e se alimentando bem, se não formos apropriados em nosso interior. Para que levar uma vida saudável e maltratar aqueles que nos rodeiam. O verdadeiro modo no qual devemos nos apresentar diante de D'us, é de uma forma pura, moral elevado, caráter impoluto e um comportamento verdadeiramente voltado para aquilo que O Eterno Nosso D'us nos chamou. Assim, poderemos nos apresentar diante D'Ele de cabeça erguida e também teremos um verdadeiro legado a deixar para nossos filhos e descendentes. Temos uma oportunidade única em nossas vidas e devemos agarrar com todas as nossas forças e com todo o nosso entendimento. O chamado para servir a D'us é algo maravilhoso e portanto eu clamo àqueles que ainda não o servem que o façam de hoje em diante.

Na certeza de que busco ser apropriado para D'us.