Geraldo Magela de Oliveira

Contato

O não julgamento - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

O não julgamento

Olá,

Já paramos para pensar em qual é a nossa atitude diante de toda a diversidade que nos rodeia? Vivemos hoje em uma sociedade cosmopolita, onde as barreiras e fronteiras geográficas, que nos são impostas pela sociedade, não tem a capacidade de cercear nosso pensamento e nossa liberdade de expressão. O homem como ser pensante deve ter a consciência de que ele é quem traça seu caminho, guiado pela mão de um ser Divino e Cuidadoso que zela pelos interesses de todos aqueles que têm a disposição de largar todo seu passado, suas glórias pessoais e todo o seu orgulho, para seguir para um lugar distante, onde impera o desconhecido, simplesmente por um ato de fé e uma recompensa espiritual vindoura. D'us em sua infinita misericórdia e amor, independente do nosso erro e de nossas atitudes, não julga e nem condena sem nos dar o amplo direito de defesa. Mas, e nós como homens e servos de D'us? Temos permitido As pessoas que nos cercam em sua grande maioria tendem a ter um pensamento diverso ao nosso. Só que para que cresçamos como seres humanos, temos que mudar a nossa linha de raciocínio, de forma a acolher aquilo que é diferente, não digo que temos que concordar. Porém temos o dever e a responsabilidade de respeitar as outras opiniões e diferenças filosóficas ou religiosas. Não temos o direito nem a prepotência de julgar quem quer que seja. Os únicos a quem cabem o direito de julgamento são D'us e os juízes de Cortes instituídas. E mesmo assim quem é julgado tem direito à defesa. Então, quem somos nós além de simples vermes diante da grandeza de D'us, para termos o direito de julgar alguém quando erra ou pensa diferente de nós. Como servos de D'us temos obrigação de acolher e ensinar o amor a todos que nos cercam. Temos uma oportunidade única e uma missão maior ainda. D'us em sua magnitude, confiou em nós para que levássemos a palavra de vida D'Ele a todos que tem sede. Por isso clamo a todos que é hora de deixarmos nosso orgulho e arrogância para trás e enxergarmos que além de nós, existem pessoas melhores ao nosso redor. Basta que enxerguemos os talentos e os levemos a usa-los par o bem da Palavra de D'us. Que o amor de D'us supere tudo aquilo que é negativo em nós e seja transformado em algo puro e positivo para O Reino.

Na certeza das misericórdias de D'us.