Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Não deixe a VIDA passar - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Não deixe a VIDA passar

Olá,

Estive por estes dias em um aeroporto de minha cidade e enquanto por ali estava, acabei por observar as pessoas que por ali passavam. Vi pessoas bem arrumadas, outras nem tanto, alguns vestidos de forma despojada e outros de forma até mesmo desleixada, pessoas que estavam ali pelo simples desejo de passear com a família e pessoas com muita pressa como se o mundo fosse acabar naqueles momentos e ainda muito tivessem por fazer. Mas o que me chamou mais atenção foram os pilotos das aeronaves que iam e viam levando consigo os sonhos e alegrias das pessoas transportadas. Estes pilotos são pessoas muito bem preparadas profissionalmente e psicologicamente para governar uma máquina imensa e repleta de uma parafernália de equipamentos, que só de ver eu já ficaria tonto. No entanto as pessoas que entram nestas aeronaves, em sua grande maioria entregam-se totalmente nas mãos daqueles homens. Não pude deixar de traçar um paralelo com nossas vidas naquele momento. Pensei em quantas viagens fiz e nas que ainda pretendo fazer. Porém, por mais que confiemos nestes pilotos não podemos nos esquecer de que são humanos e que, portanto passíveis de erros. Poderíamos então dizer que se for a nossa hora, de qualquer forma iríamos de encontro ao Pai. Mas eu não estou aqui para falar desta entrega. Quero falar da nossa entrega diária nas mãos de outros que não sejam nós mesmos. Entregamos nossa vida financeira a contadores e gerentes de banco, nossas vidas profissionais a coachings e head hunters, nossa vida familiar a vizinhos e "amigos" e principalmente entregamos nossas vidas espirituais a gurus, pastores, profetas e aproveitadores de plantão. Quando é que vamos acordar e enxergar que nossa vida deve ser governada por nós mesmos somente com a ajuda de D'us? Até quando buscaremos nas prateleiras do setor de autoajuda nas livrarias por algo que temos dentro de nós mesmos. Não podemos nos deixar levar por tudo o que está fora de nosso ser. Somos capazes de ser os agentes transformadores de nós mesmos. O único livro de autoajuda que devemos procurar é o manual D'Aquele que criou e tão bem cuida de nós. Falo da Palavra de D'us. Ela deve ser a principal arma para que consigamos pilotar nossas vidas e não deixar que ela passe em branco. Temos um legado a deixar, não podemos ser mais um na sociedade. Temos que deixar uma marca. Mas, que seja uma marca positiva e de tal maneira que sobreviva a nós. Que seja a marca do Servo bom e fiel que será digno de entrar no gozo Do reino de Nosso Senhor. Somente colhe aquele que planta. Sejamos semeadores da Palavra de D'us, a fim de sermos chamados no dia da colheita final.

Na certeza de que não deixarei minha vida passar em branco.