Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Hospitalidade em nosso CERNE - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Hospitalidade em nosso CERNE

Olá,

Quanta saudade.

Estava a ler o livro de Gênesis e me deparei com a história de Abraão o nosso Pai na Fé. O que me chamou a atenção neste momento de leitura, foi a passagem em que Abraão acolhia três viajantes. Convidou-os para dentro de sua tenda, pois o sol estava muito forte. Porém o que me chamou a atenção foi o fato de que ele os recebeu com extrema honra. Abraão mesmo sendo homem rico, com muitos empregados e neste momento convalescendo uma vez que havia sido circuncidado, foi ele mesmo ao pé das vacas e escolheu um novilho tenro e pediu que fosse preparado. O prazer da hospitalidade estava no cerne de Abraão, e após isto o povo judeu continuou sendo conhecido por sua maneira de bem receber. Mas, porque saudades? Sinto saudades de minha infância, quando as pessoas tinham o prazer em receber uns aos outros em seus lares. Hoje as pessoas estão ensimesmadas em seus casulos, têm medo de se relacionar, de receber e principalmente de agradar. É claro que nos dias atuais nossa capacidade de ser hospitaleiro, foi um pouco diminuída devido a violência que assola o planeta. Mas apesar disso, nós como povo de D'us, como gostamos de ser chamados temos que fazer a diferença. Hoje temos medo de convidar um irmão para ir até nossa casa. Pois se temos muito ele poderá ficar com inveja e se temos muito pouco temos vergonha do que apresentamos. Ora, se somos aquilo que gostamos de ser chamados, onde está a nossa humildade? Onde está o nosso amor? Temos que ser hospitaleiros com aqueles que chegam até nós. Devemos praticar este mandamento, para que nossos filhos vivam em um mundo melhor do que vivemos. Temos a obrigação de mudar o mundo para melhor. Devemos deixar um legado que nos honre diante de D'us de nossos filhos. Queremos ser chamados de povo de D'us? Então façamos por onde sermos chamados.

Na alegria de um povo hospitaleiro.