Geraldo Magela de Oliveira

Contato

Festejar o Natal? - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Festejar o Natal?

Olá,

Nesta semana, é tempo de festa e de festejar o nascimento de um Rei. Um Rei que nasceu para nos trazer Paz e Alegria. Portanto é hora de estarmos felizes, pois um menino nasceu para cumprir um propósito descrito nas escrituras. E apesar de não haver nascido em 25 de dezembro, seria uma boa hora para refletirmos sobre o verdadeiro espírito do Natal. Porém, o que vemos é uma ode ao consumismo e um tempo onde as pessoas em geral trazem a tona toda a sua “docilidade”. É um tempo em que todos são amigos e companheiros para todas as horas. Nesta época, um rosário de elogios é desfiado a todos que encontrarmos em uma alegria infindável regada a muito álcool e comilança e também onde a gula é um dos personagens principais da festa, presentes de bom gosto e outros nem tanto, o salário investido como se fosse o último dia de vida. Mas, e o protagonista da festa que sequer é convidado? Um tempo onde se deveria celebrar a confraternização, torna-se um tempo de hipocrisia onde se sentam à mesa para falar mal dos outros, nos amigos secretos, todos fingem que são os melhores amigos e se tratam com mesuras e falsidades. Neste período, muitos fazem campanhas para os menos favorecidos, cestas de natal são entregues e famílias são adotadas como se sentissem fome somente uma vez por ano. Nada contra ajudar neste período de festas, porém devemos ajudar o ano inteiro e não somente no Natal. Enfim tudo acontece e todos se esquecem do Rei. É, Aquele que devia ser o Convidado de honra, não está presente. E só não está, porque nossos corações e mentes estão cheios e neles não há espaço para o Messias. Por isso, hoje peço então, para que O Eterno tenha misericórdia de nossas vidas e não leve em consideração estes abusos. Porque senão, o que será de nós? Rogo para que haja mudança em nosso ser de forma inteira. Que nossos corações ao invés de ensimesmados, que estejam voltados somente para as coisas Do Eterno e por tudo que Ele já fez por nós. Que a hipocrisia, a inveja, o desamor e a maldade sejam retirados do nosso meio. E que nossas igrejas e líderes se voltem para D'us em sua plenitude.

Creio na Esperança de um novo tempo em nossas vidas e que sejamos verdadeiramente servos e não simplesmente ocupantes de cadeiras.

Por um tempo melhor e com a certeza de que podemos mudar.