Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A Misericórdia de Deus em nossas vidas - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

A Misericórdia de D’us em nossas vidas

Olá,

Já repararam em quanto o Nosso D'us é paciente conosco? Todos os dias sem exceção nós pecamos. E todos os dias chateamos alguém e principalmente alguém de quem muito gostamos. E da mesma forma destruímos o ambiente ao nosso redor. Porém mesmo assim, D'us é misericordioso e paciente conosco. Mentiras, maledicências, fofocas, enganos e corrupções tem feito parte de nossas vidas diariamente. E por mais que erremos e somos perdoados, todos os dias cometemos os mesmos erros. Nosso repertório de pecados não muda. Pode mudar a intensidade dos mesmos, o teor é sempre igual. D'us destruiu a terra na época do dilúvio por causa de nossos pecados e logo após a salvação da família de Noé, lá estava o pecado novamente através da vida de um de seus filhos. Infelizmente não aprendemos com os erros. Pois logo em seguida no episódio da Torre de Babel, lá estava ele novamente, o Sr. pecado. Passaram-se alguns largos anos e em consequência de tanto pecado, D'us mandou seu único filho para que através do sacrifício, nossos pecados fossem perdoados e lançados no mar do esquecimento. Aí então, estava tudo muito bom. Porém o homem que teima em não aprender a lição, e continua a pecar. É por causa deste pecado que estamos vivendo um tempo de tribulação. Muitas vidas estão sendo ceifadas por causa de nossos pecados. Sim, quantos assassinatos por ano? Quantos atos de terrorismo? E mesmo assim, sendo pecadores contumazes, D'us nos perdoa sempre. Só Ele é capaz de tamanho ato de misericórdia. Por isso meus amados, a partir de hoje, mudemos nossos comportamentos e o cerne daquilo que somos. Tenhamos em conta que D'us, apesar de nos perdoar, cobrará de cada um de nós as consequências de nossos pecados. Devemos como servos de D'us e ensinar nossos filhos a serem pessoas de caráter e moral elevados, que não se deixam levar pelas facilidades e prazeres de uma vida pecaminosa. Porém, para que isso aconteça plenamente, primeiro temos que mudar a nós mesmos. Se queremos viver em um mundo melhor e deixar um legado de bondade, retidão e amor para nossos filhos e descendentes, temos em primeiro lugar deixar que D'us nos transforme em algo bom, pois o que somos hoje está muito aquém daquilo que O Eterno espera de nós. Que tenhamos a capacidade de reconhecer nossas falhas e pecados e sejamos humildes para pedir ajuda para mudarmos aquilo que somos. E assim agirmos como verdadeiros servos de D’us, capazes de perdoar e amar nosso próximo como a nós mesmos.

Porque preciso da misericórdia de D'us em minha vida o tempo todo.