Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A Insensatez está na moda - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

A Insensatez está na moda

Olá

Hoje quero discorrer um pouco sobre algo que está ausente na maioria das pessoas atualmente. Falo do Sr. Bom Senso. Basta dar uma espiada nas redes sociais e teremos todo exemplo possível, de como a insensatez tem tomado conta das pessoas. Já não é possível ter uma conversa saudável sobre religião, política, futebol ou até mesmo de assuntos triviais do nosso dia a dia. Infelizmente as pessoas têm achado que sua opinião é plena de razão e imutável em seus direitos. Temos hoje minorias que agem como se fossem maiorias, onde se diz que sou frágil e, portanto tenho direitos gerais e plenos sobre o que a maioria acredita. Inclusive, vi por estes dias uma tirinha que demonstra bem no que isso tem nos afetado. Em uma conversa de dois jovens, um jovem se diz feliz por ser negro e na resposta do jovem de cor branca em que diz que gosta de ser branco, o mesmo é taxado de racista. O que infelizmente está a acontecer é uma total falta de tolerância entre as partes. Já não há respeito por opiniões divergentes das nossas. Há uma loucura das massas em que se autodenominam senhores da razão. Como podemos pedir respeito aos nossos valores, se não temos respeito algum por atos e opiniões divergentes das nossas. Se sou cristão, tenho que respeitar as pessoas de credo diferente do meu. Independente de, concordar ou não. O que não pode acontecer, são esta discussões sem sentido algum em que os crentes se envolvem e que somente trazem prejuízo para O Reino de D'us. Pois, o não crente ao se deparar com estas coisas, pensa em si mesmo. Se este povo que se diz povo de D'us, briga tanto. Por que eu vou querer fazer parte disso? Digo isto pois, é o que eu faria ao me deparar com estas atitudes infantis, de pessoas que parecem loucos ao reverberar suas opiniões sem dar o mínimo interesse e preocupação com os outros. Já passou da hora de crescermos como pessoas e como servos. Esta infantilidade tem que ser deixada pra trás e o momento é de coesão. Momento de reconhecer que O D'us que nos une é infinitamente superior a tudo aquilo que tenta nos separar.

É hora de sermos coerentes com tudo o que nos cerca.

Na certeza de um mundo sensato e servo.