Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A Ganância intrínseca de nosso ser. - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

A Ganância intrínseca de nosso ser.

Olá,

Você já parou para pensar o quanto as pessoas estão ficando gananciosas? Temos vivido em uma época difícil em termos financeiros. A crise financeira que assola o mundo nos dias de hoje, infelizmente não tem deixado pedra sobre pedra em nosso país. Mas, de onde vem toda esta crise? Será que por causa dos maus gastos de alguns? Será que é por causa da corrupção? Ou será um castigo de D'us? De tudo um pouco, porém temos que nos lembrarmos da misericórdia de D'us em nossas vidas. Pois, se não fosse por Ele, não teríamos sobrevivido a muitas das intempéries que nos tem incomodado. Um ex-presidente, disse que a crise mundial de 2009, seria somente uma marola em nosso país. O que vimos então foi um descontrole total das pessoas, comprava-se carros sem entrada e a juros altíssimos pelo simples motivo de estarem disponíveis estas condições. Houve uma bolha de crescimento imobiliário que inflacionou de maneira absurda o preço dos imóveis. O crédito em lojas foi escancarado e todos compravam muitas vezes sem precisar daquele produto. O resultado, vemos hoje. Taxa Celic a níveis altíssimos. Lava-jato a prender políticos de renome. O índice de inadimplência cada vez mais alto. E segundo alguns economistas a economia de nosso país só deve melhorar em meados de 2020. E tudo isso porque? Porque as pessoas com o crédito disponível deixaram aflorar em suas vidas aquele sentimento que é símbolo da derrocada de muitos. O sentimento? A ganância. Ganância que causou a morte de Ananias e Safira. Ganância que provocou a queda de um famoso bilionário brasileiro. Ganância que faz o crente, o outrora servo de D'us, crer cada dia mais na pseudo-teologia da prosperidade. Que faz um homem vender sua casa para investir em uma pirâmide financeira na esperança de lucro fácil. O resultado são famílias destruídas pelo suicídio, uma vez que ao perder tudo e ver sua família sem teto, o homem da casa sucumbe à pressão das dívidas e se mata. Os valores da vida com D'us são jogados fora, uma vez que, a recompensa daqueles que servem Ao Altíssimo nem sempre vem nesta vida. Saibamos esperar o que vem de D'us. Nossas vidas não devem ser fundamentadas no ter. Elas tem que ser guiadas pelo ser em D'us. É hora de não nos preocuparmos com que os outros tem. Isto é inveja e não há espaço para ela na vida daqueles que realmente temem a D'us.

Por um mundo menos corrupto e sem ganância.