Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A Existência terrena - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

A Existência terrena

Olá,

Já pararam para pensar o quanto nossa existência é efêmera? De que somente somos passageiros no trem da história? Nossa vida se comparada ao universo, não passa de uma ínfima partícula. Pensando sobre isso, tentei enxergar o porquê da necessidade de protagonismo e prevalência diante dos outros que nos rodeiam. Pessoas do meio em que circulo normalmente estão cada dia mais ensimesmadas. Crentes que antes eram conhecidos pela bondade e nobreza de caráter, hoje são conhecidos por serem criaturas mesquinhas e que não se curvam diante de ninguém e em alguns casos nem diante de D'us. Nossa sociedade está literalmente corrompida e a responsabilidade é toda nossa. Sim, nossa por apesar de sermos cristãos e gostarmos de ser chamados de servos de D'us, mas em momento algum tomamos atitudes nas quais a honradez, a bem querência e o bem estar de nossos semelhantes são colocados em primeiro lugar. Agimos como seres hipócritas que pensam que são imortais e que o mundo esta ao dispor para servir todas as nossas vontades. Devemos ter em conta que nessa terra somos somente passageiros e que daqui nada levaremos além do bem que fazemos aos outros. Devemos parar de brigar entre nós a procura de ter sempre mais e mais bens. O nosso verdadeiro tesouro a ser adquirido é a salvação e com o passar dos anos cada vez menos pessoas estão sendo salvas. Não porque nasceram menos pessoas, mas por causa de nossa omissão como servos de D'us em nossa missão de levar o seu Amor e Sua Palavra a todos os que Dela carecem. Podem dizer que o Evangelho está sendo pregado em todas as igrejas. Mas, da forma que tem sido pregado levará alguém a Salvação? É bem provável que não. O que tem sido pregado nas igrejas é um evangelho falho onde o dinheiro está em primeiro lugar. Devemos assumir nossas responsabilidades para que não tenhamos mais esta culpa em nossas mãos. É hora de mudar aquilo que tem sido falado. Que o evangelho do ter seja trocado pelo evangelho do SER. E que sejamos verdadeiramente servos de D'us para que Ele tenha orgulho em nos chamar de filhinhos.

Na certeza de que apesar de breve, nossa existência pode marcar o tempo.