Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A insustentável leveza de um AMOR - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

A insustentável leveza de um AMOR

Olá,

Ao assistir um filme em que o plano de fundo é a primavera de Praga. Me deparei com situações vividas por mim e que poderiam ter sido bem diferentes se eu tivesse um pouco mais de maturidade naquela época. E talvez com alguma certeza minha vida teria sido bem diferente do que é hoje. Mas, será que teria sido o melhor para mim? Esta é uma pergunta que com certeza ficará sem resposta, uma vez que os desígnios da vida e o que nela acontece pertencem somente a D'us. No entanto, podemos imaginar como seria e agradecer pelo aprendizado que todas as situações pelas quais passamos nos trouxeram. Amores perdidos, amigos que se foram, traições super- dimensionadas e calúnias infantis. Tudo isso fez parte de nosso passado.

E por mais que todos os dias nós não consigamos falar sobre tudo aquilo que passa em nossos corações devido às boas e más lembranças, algo sempre surge que nos faz voltar a este passado.

O amor, ah o amor. Este é um sentimento engraçado principalmente quando aparece através de alguém que você já não imaginava fazer mais parte de sua vida. E eis que de-repente sem mais nem menos, essa pessoa chega e toma proporções na sua vida de uma forma absurda inundando seu pensamento, seus sonhos e também seu dia a dia. Este sentimento que transforma o nosso ser, faz de cada um de nós crianças e adolescentes novamente e capaz de nós levar aos lugares mais altos por causa da sua leveza. Este amor não é mundano, é algo nobre e tão puro que somente quem o sente de verdade sabe o seu poder.

Por isso, peço Ao Eterno Nosso D'us que continue me transformando em um ser capaz de amar ainda mais e ser amado por Ele. Hoje é um dia novo no qual temos a oportunidade de sermos novamente amados por quem mais amamos. Hoje é dia de renovação dos nossos votos.

Viva o Amor. Viva a vida com D'us.

Na certeza que posso amar e sou amado.